Redução das Desigualdades Sociais Extremas e Duráveis

Justificativa

O tema das desigualdades sociais extremas e duráveis que caracterizam a sociedade brasileira tem sido central e transversal em todas as disciplinas das Ciências Sociais e Humanas. Acompanhando o debate sobre a essência e o caráter do povo brasileiro, a questão tem sido fundante desde a formação das Humanidades nas décadas que seguem à declaração da república e sua institucionalização nas universidades brasileiras, criadas a partir da segunda metade dos anos 1930. As Desigualdades Sociais e a tradição de debates em torno dos traços essenciais e supostamente únicos da sociedade brasileira, têm contribuído para atrair ao nosso país e universidades, a atenção de pesquisadores e grupos de pesquisas estrangeiros. De fato, os principais fenômenos que nos tornam interessantes internacionalmente são, tragicamente, nossas extremas desigualdades e as formas e arranjos culturais que tem se desenvolvido como consequências e graças a elas. Na UFBA existe uma tradição consolidada de pesquisa sobre desigualdades. O tema da “Redução das Desigualdades” sociais por meio de medidas de inclusão e auxílio à permanência de alunos egressos de grupos subalternos, tem sido objeto de vários programas e medidas de grande amplitude por parte da gestão universitária na UFBA, pioneira na inclusão de grupos subalternos e na redução das desigualdades sociais no âmbito universitário. Abrimos, portanto, a possibilidade da pesquisa comparativa internacional e a formação de redes de pesquisa e ensino transnacionais através de ações de formação intelectual - Escolas Doutorais - de caráter interdisciplinar e internacional. Essas atividades de ensino e pesquisa envolverão professores e pesquisadores brasileiros e estrangeiros, organizados em missões de professores visitantes (sênior, júnior e no Brasil), pós-doutorado no Brasil e doutorado sanduíche. Além disso, nessas missões, serão estabelecidas trocas internacionais de conceitos e teorias sobre Desigualdades Sociais, bem como será valorizada a perspectiva comparativa. Como produtos prevemos dois: (1) promover a internacionalização da pós-graduação em dois sentidos: introduzindo ideias novas e pesquisadores estrangeiros na UFBA e promovendo nossa pós-graduação (discentes e docentes) no exterior e (2) a contribuição para a melhoria da colaboração e o intercâmbio (missões) entre programas de pós-graduação da UFBA, induzindo a mobilidade discente e docente em vários níveis: estadual, regional, nacional e internacional.

Objetivo

Elevar o nível de internacionalização das pesquisas conduzidas no tema Redução das desigualdades sociais extremas e duráveis

Descrição

Buscaremos elevar o nível de internacionalização da pesquisa e da formação pós-graduada relacionada a este tema através do apoio aos meios que favorecem a circulação internacional do conhecimento. Estes meios incluem, entre outros, o apoio à publicação em línguas estrangeiras, em particular em inglês; apoio a estágios doutorais no exterior na forma de bolsas doutorado sanduíche; apoio a estadas e missões de nossos pesquisadores nos centros de pesquisa no exterior com os quais o tema é desenvolvido; atração de pesquisadores com experiência internacionalizada para visitas e estadas na Universidade Federal da Bahia.

Países Envolvidos

  • África do Sul
  • Alemanha
  • Argentina
  • Cabo Verde
  • Canadá
  • China
  • Colômbia
  • Coreia do Sul
  • Estados Unidos
  • França
  • Guiné-Bissau
  • Índia
  • México
  • Moçambique
  • Portugal
  • Reino Unido

Programas Participantes

Português, Brasil