Ciência de Dados Aplicada

Justificativa

Big data, datificação e digitalização estão entre os grandes temas da virada do milênio e certamente contituem uma das áreas de maior potencial futuro. De forma que é preciso urgentemente formar pesquisadores universitários capazes de lidar com e analisar conjuntos de dados maciços e formar recursos humanos para o grande desafio de uma sociedade de dados. Conhecimentos de Comunicação, Estatística, Matemática e Ciências da Computação são fundamentais na formação dos cientistas de dados que atuarão na coleta de grande volume de informação, processamento, análise e previsão mediante o uso de ferramentas como mineração de dados, aprendizagem de máquina, etc. Na mesma linha, proporcionar acordos internacionais de alto nível na gestão e análise de dados em larga escala é importante para acelerar a disseminação da disciplina, intensificar a formação de recursos humanos na área e, enfim, reduzir a curva de aprendizagem no estabelecimento de formas institucionais inovadores de articulação entre as áreas do conhecimento envolvidas. Na UFBA, alguns grupos de pesquisa já vêm desenvolvendo iniciativas com o uso de big data, a exemplo do ISC em cooperação com o CIDACS, a FACOM, na área de smart cities, governo digital e política online, além, naturalmente, dos Departamentos de Estatística e de Ciência da Computação do Instituto de Matemática, com grande capacidade instalada nesta área. Essas iniciativas precisam ser ampliadas para outros núcleos de pesquisa da UFBA, intensificando a sua dimensão de formação de novos e futuros pesquisadores. Além disso, seria extremamente fecundo para a Universidade, a articulação entre áreas-meio (como Ciência da Computação e Estatística) e áreas-aplicadas (Comunicação, Governo, Saúde, etc.) que, infelizmente, não têm tradição de cooperação, pari passu com o que acontece no cenário internacional. A institucionalização desse campo de conhecimento é oportuna e estratégica para a garantia da autonomia na produção de informação e soberania do país. Sem restrições a priori, mas apenas considerado a capacidade já instalada na UFBA, apresentamos para o edital de mobilidade internacional da CAPES, uma proposta de desenvolvimento de uma linha de pesquisa multidisciplinar e interinstitucional em Ciências de Dados Aplicadas às comunicações digitais e à área de saúde, campos de aplicação em franca expansão. O tema, contudo, é claramente expansível e pode incluir muitos outros núcleos e áreas de pesquisa da Universidade.

Objetivo

Consolidar a linha de pesquisa multidisciplinar em Ciências de Dados Aplicadas às comunicações digitais.

Descrição

Realizar missões de estudo em centros e laboratórios no exterior de Ciência de Dados Aplicados, Epidemiologia, Demografia, Bioestatística e Matemática. Realizar missões na área de humanidades digitais, ciências sociais computacionais e questões teóricas e metodológicas relacionadas com o uso de “big data”.

Países Envolvidos

  • Austrália
  • Bélgica
  • Chile
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • Holanda
  • Irlanda
  • Itália
  • Portugal
  • Reino Unido

Programas Participantes

 
Português, Brasil